x
Este site utiliza cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Saiba mais
close ALUSYS INFORM
ALUSYSinform 001-16+
ALUSYSinform 002-16+

Tratamentos de Superfície


O tratamento da superfície é uma das mais importantes fases no fabrico de perfis, uma vez que permite obter uma diversa gama de produtos dentro da caixilharia e garantir ao material uma camada protetora face aos agentes de degradação a que está exposto ao longo da sua vida útil. Tendo o alumínio consideráveis vantagens sobre quase todos os outros metais é necessário um bom tratamento superficial para poder usufruir desses benefícios. Os procedimentos habituais para melhorar a resistência à corrosão do alumínio e mesmo a sua aparência são tratamentos mecânicos, como o polimento, tratamentos químicos para limpar a superfície, aplicações de pintura, e tratamentos electroquímicos, que produzem um aumento artificial da espessura da capa de óxido, conhecidos normalmente como anodização.

 

Anodização


A anodização é um processo científico de oxidação. Baseia-se no tratamento eletroquímico dos perfis com o objectivo de criar artificialmente uma capa alumina (óxido de alumínio), homogénea e de espessura variável (entre 10 e 25 µm). Esta capa de dureza apreciável, depois de tratada, torna-se impenetrável à maior parte dos agentes químicos, ao ar e à água. Numa primeira fase os perfis passam por um banho de desengorduramento superfície ao qual se segue o tratamento de anodização propriamente dito por passagem em banho de ácido sulfúrico. A camada criada pela anodização tem uma estrutura bastante porosa através da qual é possível colorar o alumínio anodizado, com recurso a corantes inorgânicos (sais metálicos). Em seguida os perfis são emersos numa tina com água a ferver no qual durante um período de tempo sensivelmente igual ao da anodização é feita a selagem dos poros, numa operação denominada por colmatagem. A selagem dos poros ocorre pela hidratação da alumina, que impede a penetração da corrosão atmosférica. Relativamente a texturas e acabamentos podemos modificar a superfície metálica através dos processos de acetinagem (aspeto mate), escovamento (aspeto riscado) ou polimento (aspeto brilhante).

 

Lacagem


Consiste na aplicação em estufa de uma tinta em pó (polímero à base de poliéster) que pode ser termoplástica ou termoendurecível. A aplicação da tinta é feita por projeção electrostática seguindo posteriormente os perfis para a estufa de polimerização onde o pó vai fluir até fazer um filme contínuo e uniforme. A Lacagem permite um leque alargado de cores e texturas e as opções de acabamento utilizadas permitem obter lacados do tipo brilhante, metalizado, texturado com efeito madeira entre outros. A pintura a pó apresenta boa resistência à luz solar e é recomendada sempre que se exija maior protecção contra raios ultravioleta. As tintas a pó são aplicadas ao alumínio pelo sistema electrolítico. O processo inicia­ se com uma sequência de pré-tratamento em banho de imersão, seguido de secagem e aplicação do pó em cabines por pistolas automáticas, sendo o alumínio transportado até a estufa (tipo magazine) com tempo e temperatura pré-determinados.

 

                                                                                                                                                                                                        

 

Limpeza


- Na limpeza de superfícies pouco sujas, utilizar apenas água e secar com um pano macio e absorvente;
- Em superfícies muito sujas, utilizar água com detergente ou sabão neutro, se necessário utilizar uma esponja com fraco poder abrasivo, de seguida enxaguar com água fria abundante e secar com um pano macio e absorvente;
- Evitar a limpeza das caixilharias quando se encontrem expostas directamente ao sol, principalmente em tratamentos termo lacados;
- Nunca utilizar produtos de limpeza agressivos (tais como escovas ou esfregões), nem utilizar produtos abrasivos, dissolventes, acetona, álcool ou outros produtos susceptíveis de atacar a caixilharia.

 

Manutenção


- Manter a caixilharia sempre limpa;
- Arejar a janela em cerca de 15 minutos pela manhã;
- Manter os furos de drenagem sempre desobstruídos;
- Lubrificar as dobradiças, com óleo fino, de seis em seis meses;
- Uma vez por ano, verificar e limpar os vedantes, principalmente nas zonas de junção e encaixe;
- Verificar o correcto funcionamento de mecanismos de fecho e manobra, se necessário proceder à sua afinação.